A Rússia dispõe de um sistema de fatura eletrónica completo

O desenvolvimento da fatura eletrónica na Rússia é especialmente notável em setores como os de venda a retalho, farmacêutico ou automação. As grandes e médias empresas apostam cada vez mais num sistema que estabelece algumas restrições, como o uso de padrões XML etiquetados em russo, o requisito de usar fornecedores locais para gerir o envio dos documentos ou a integração com a autoridade tributária russa através da troca de diferentes ACK.

Obrigatoriedade

Não existe obrigatoriedade. A utilização da fatura eletrónica neste país é opcional e depende do acordo entre emissor e recetor.

Formalidades administrativas requeridas

As empresas devem contratar os serviços de um operador EDI autorizado e obter um certificado digital emitido por uma A.C. Russa.

Assinatura Eletrónica

Todas as faturas devem ser assinadas utilizando um certificado expedido por uma autoridade de certificação russa e um sistema exclusivo de criação de assinaturas eletrónicas.

Formato

A fatura eletrónica na Rússia cria-se a partir de um ficheiro estruturado XML com etiquetas em russo, regulado pela autoridade tributária.

Controlo fiscal

A emissão de faturas deve fazer-se através de operadores autorizados.
O sistema russo exige a troca de uma série de avisos de receção entre estes operadores, que são auditados periodicamente pela autoridade tributária russa. O sistema russo estabelece a necessidade de acreditar e documentar eletronicamente a relação comercial completa com os seguintes documentos:
  • Contrato
  • Guia de Remessa Certificado ou Ata de Prestação de Serviços
  • Fatura
  • Avisos de receção trocados pelos Operadores Autorizados

Armazenamento

O armazenamento é responsabilidade do operador autorizado e realiza-se tanto para os documentos emitidos como para os recebidos durante um período não inferior a 4 anos.

Tem dúvidas?

Temos resposta para as suas perguntas
Entre em contacto com os especialistas do Observatório Permanente.