Novos modelos de faturamento eletrônico em 2019 na América Latina

Novos modelos de faturamento eletrônico em 2019 na América Latina

23/11/2018

Vários países da América Latina, como Guatemala, Panamá ou Paraguai, estão desenvolvendo seus modelos de fatura eletrônica. Esses países seguem o exemplo de outros sistemas mais avançados, como o México, o Brasil ou o Chile.

Estas são as principais novidades para 2019:

1. Guatemala: A fatura eletrônica da Guatemala está preparada para uma adoção progressiva do novo modelo FEL a partir de 2019. A Superintendência de Administração Tributária (SAT) da Guatemala definirá, progressivamente, os segmentos de contribuintes e os termos para sua incorporação ao regime FEL, através da emissão de disposições administrativas, que lhes serão devidamente notificadas. Para iniciar a massificação da nota fiscal eletrônica, o SAT selecionou um segmento de grandes contribuintes. 376 grandes contribuintes foram notificados para adaptar seus sistemas contábeis ao faturamento eletrônico on-line (FEL), e serão os primeiros a implementar o novo sistema.

2. Colômbia. A partir de 1º de janeiro de 2019, os grandes contribuintes definidos na resolução 0076 de 1º de dezembro de 2016 devem cumprir o faturamento eletrônico. Ao longo de 2019, a DIAN comunicará as datas de implementação com base em um cronograma de divisão de empresas por atividade econômica.

A EDICOM, como provedora de tecnologia autorizada pela DIAN para prestar o serviço de nota fiscal eletrônica, possui mais de 20 anos de experiência no setor de intercâmbio eletrônico de dados e faturamento eletrônico. Oferecemos soluções integradas e automatizadas desde a emissão, validação, declaração, envio e manutenção de notas fiscais eletrônicas, seguindo os requisitos da regulamentação.

3. Argentina. A partir de abril de 2019, a fatura eletrônica na Argentina será obrigatória para todas as categorias de contribuintes.

A Argentina está caminhando para a massificação obrigatória das faturas eletrônicas a partir de abril de 2019 com um novo esquema de faturamento, o Sistema de Emissão de Vouchers Eletrônicos (R.E.C.E). A AFIP introduziu modificações no modelo de faturamento eletrônico através das resoluções gerais 4290 e 4291

4. Panamá: O Panamá continua com o período voluntário de adoção da nota fiscal eletrônica, pendente de legislação.

5. Paraguai: o Paraguai está se preparando para iniciar seu projeto de implementação de faturamento eletrônico no país. Após o projeto piloto realizado em 2018 com 14 empresas, o SET iniciará agora o período de Voluntariado Controlado.

6. Peru: Todas as empresas que se encontram atualmente catalogadas como principal contribuinte estão obrigadas a utilizar um OSE a partir de 1 de março de 2019. Qualquer empresa que for catalogada como principal contribuinte a partir de 1 de janeiro de 2019 terá quatro meses para migrar para o modelo OSE de forma obrigatória.

7. Bolívia: O SIN publicou em 4 de fevereiro, uma nota informando o adiamento da implementação do Sistema Eletrônico de Faturamento (SFE) para meados de agosto. As datas para iniciar a implementação de forma faseada por grupo de contribuintes havia sido programada para março de 2019 porém, a partir de agora, os contribuintes deverão aguardar o novo cronograma.

Atende aos requisitos de cada modelo de fatura eletrônica

O principal desafio das empresas que operam com diferentes países da América Latina é poder cumprir as diferentes condições obrigatórias que cada modelo apresenta. Os processos de envio e recebimento de notas fiscais eletrônicas podem se tornar complexos se você não tiver um provedor tecnológico capaz de garantir a correta emissão e recepção desses documentos eletrônicos, cumprindo cada legislação.

White Paper da Nota Fiscal Eletrônica na LATAM

Estas são as principais vantagens da Plataforma Global EDICOM:

1. A solução é integrada aos principais ERPs do mercado para automatizar a declaração do IVA e qualquer outra comunicação fiscal.

2. É uma plataforma adequada para cumprimento de impostos em mais de 60 países em todo o mundo, por isso é possível centralizar todos os procedimentos em uma única solução.

3. A Plataforma EDICOM não está preparada apenas para o retorno eletrônico do IVA, mas também para a fatura eletrônica e qualquer outra comunicação comercial ou fiscal.

4. A plataforma atende aos requisitos técnicos e legais específicos de cada país ao enviar as informações à autoridade fiscal. Ao terceirizar e automatizar esse processo em uma única plataforma, o cliente ganhará flexibilidade e agilidade e terá a garantia de que suas informações cheguem de maneira correta ao órgão público em questão.

5. A plataforma EDICOM possui diferentes certificações, como ISO 27001, ISO20000, ISAE 3402 ou TIER II DESIGN. O compromisso assumido pela EDICOM para todos os seus clientes através dessas certificações é outro senão o de oferecer a máxima garantia de segurança e manter a SLA cometido pela empresa de que uma disponibilidade mínima de solução de 99,9% fixado.

new e-invoicing models latam

Plataforma e-Invoicing

Uma única solução que permite emitir Fatura Eletrônica em qualquer país do mundo

Confira as últimas novidades em ...

Recursos

A Fatura Eletrônica na América Latina
Este ebook apresenta os pontos principais sobre as faturas eletrônicas na América Latina.