A fatura electrónica entre as empresas privadas avança na Europa. Quem será o próximo país a implementá-la?

A fatura electrónica entre as empresas privadas avança na Europa. Quem será o próximo país a implementá-la?

10/07/2018

Após a aprovação pela União Europeia do modelo de faturamento eletrônico entre empresas privadas na Itália, a questão que permanece no ar é a de que outros países serão adicionados para exigir que este sistema seja obrigatório em um futuro próximo.

Para implementar o projeto italiano, a UE aceitou a revogação de dois artigos da Diretiva 2006/112 / CE sobre o sistema comum do imposto sobre o valor acrescentado. Em especial, a UE autoriza a República Italiana a introduzir duas medidas especiais em derrogação do disposto nos artigos 218.º e 232.º:

  • Exceção para aceitar como fatura apenas documentos ou mensagens em formato eletrônico.
  • Exceção de que o uso de faturas eletrônicas emitidas pelos contribuintes não está condicionado à sua aceitação pelo destinatário.

Parece lógico que, como os países da União Europeia estão adotando modelos de faturamento eletrônico em seus processos de compras públicas, esse sistema é estendido ao resto do mercado empresarial. No entanto, isso obrigará muitas empresas a buscar soluções que se ajustem a seus recursos econômicos e à modificação de processos internos que envolvam tempo e custos.

Na América Latina, quase todos os países operam com modelos de fatura eletrônica que afetam 100% dos contribuintes e, em alguns como o México, existem sistemas de contabilidade eletrônica. A América Central, através da Costa Rica, Panamá e Guatemala, está em processo de expansão de seus próprios sistemas eletrônicos, talvez devido ao aumento de Centros de Serviços Compartilhados que foram instalados nesses países.

Quais países poderiam ser os próximos a adotar a fatura B2B?

A Itália não é o único país europeu que conta com uma plataforma para realizar o faturamento eletrônico. A mesma plataforma utilizada para intercambiar documentos com a administração pública obrigatória, também abre portas para intercambiar mensagens entre parceiros de negócios e empresas privadas.

Os países europeus mais avançados em sistemas de faturamento eletrônico são atualmente a Espanha, França, Polônia e Portugal.

Na Espanha, além do sistema de e-Invoicing B2G denominado Facturae, e a informação imediata sobre declarações de IVA em tempo real, foi criada uma plataforma central para intermediar os subcontratados do setor público e os contratantes principais. Esta iniciativa entra em vigor em 1º de julho de 2018. Esse seria um primeiro passo para a massificação do projeto de lei entre empresas privadas?

A França tem sua plataforma central Chorus Pro e está em um estágio avançado para a implementação obrigatória. Em 2019, as PME serão incorporadas e, em 2020, as microempresas. Talvez, com o sucesso da plataforma confirmada, o próximo passo seja abrir essa plataforma para o faturamento eletrônico entre empresas privadas.

No caso da Polônia, seu modelo de declaração eletrônica de impostos através do arquivo JPK_VAT já foi estendido a todas as empresas e, agora, o país está em processo de implementação de um Portal Central de Faturas. Este portal centralizado funcionará como um banco de dados de todas as informações contidas no JPK_VAT com o objetivo de detectar fraudes fiscais e ser capaz de gerenciar discrepâncias na venda de bens e serviços.

Por outro lado, Portugal implementou um projeto em 2013 para declarar eletronicamente faturas, documentos de transporte e movimentos contabilísticos no formato SAFT-PT. O projeto de contabilidade eletrônica será lançado em 1º de julho de 2018, pelo qual as empresas devem declarar todos os movimentos contábeis eletronicamente à autoridade fiscal no formato SAFT-PT. Com esta implementação, haverá uma infinidade de documentos que as empresas portuguesas devem declarar eletronicamente ao governo, praticamente todos os seus documentos fiscais.

O que está claro é o progresso em direção a modelos de comunicação comerciais completamente digitalizados. Pouco a pouco, todos os países do mundo estão optando por sistemas eletrônicos de relacionamento com órgãos públicos e entre empresas que garantam maior controle sobre movimentos financeiros e declarações de impostos. Esta adoção de modelos eletrônicos oferece vantagens a médio e longo prazo para todas as empresas, uma vez que seus custos em recursos destinados ao processamento e arquivamento de papel e um melhor tratamento das informações são reduzidos.

Quais são as vantagens da fatura eletrônica entre empresas privadas?

  • Redução de custos com gestão e rentabilidade

A adoção de uma solução de faturamento eletrônico gerará economia com relação ao uso de papel, custos de envio, impressão e armazenamento físico nas empresas. Também reduz o tempo de entrada manual de dados nos sistemas contábeis de pagamentos e cobranças de empresas.

  • Redução de erros

Através de um sistema eletrônico automático e integrado ao ERP, os erros nos documentos e as consequentes incidências nas coleções são reduzidos.

  • Rastreabilidade de documentos

Por meio de uma solução eletrônica, o status dos documentos é sempre conhecido e uma rastreabilidade das ações executadas neles pelo destinatário é mantida. Desta forma, a gestão e controle de faturas é melhorada.

  • Integração e automação de recebimento e envio de notas fiscais

Todas as empresas são, por sua vez, emitentes e receptores de faturas. Ter um sistema eficiente, capaz de centralizar todo o processo eletrônico, tanto na emissão quanto na recepção, otimizará os processos internos das empresas.

  • Padronização do sistema para trabalhar com qualquer cliente de forma ágil

A harmonização da faturação electrónica entre empresas privadas na Itália criará um novo espaço comum no qual a criação de novas relações de trabalho será mais fácil e rápida, uma vez que todas falam a mesma língua.

  • Aumento da qualidade da informação e produtividade

A troca eletrônica garante uma gestão mais ágil das operações, o que influencia positivamente os prazos de pagamento. A geração, envio e emissão das faturas é automática, portanto, os tempos são reduzidos e os erros em relação à gestão manual das faturas são reduzidos. 

electronic e-invoicing in europe

Plataforma e-Invoicing

Uma única solução que permite emitir Fatura Eletrônica em qualquer país do mundo

Confira as últimas novidades em ...

Recursos

A Fatura Eletrônica na América Latina
Este ebook apresenta os pontos principais sobre as faturas eletrônicas na América Latina.